São variados os termos pelo qual é conhecida esta problemática. É comum a literatura referir-se a ela apenas como hiperactividade, no entanto, Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção (PHDA), parece ser a expressão que se começa generalizar entre nós, por tradução directa da expressão  Attention Déficit Disorder with Hiperactivity, utilizada pela Associação Americana de Psiquiatria (APA), no seu Manual de Diagnóstico Estatístico de Desordens Mentais, publicado em 1994 (DSM IV), para referir indivíduos que apresentam comportamentos hiperactivos, que têm dificuldade em prestar atenção às tarefas e que têm a tendência para ser impulsivos.

Em termos práticos, diríamos que uma criança com PHDA manifesta na sua actividade diária padrões comportamentais em que a actividade motora é muito acentuada e inadequada ou excessiva. São crianças que têm muita dificuldade em permanecer no seu lugar, que se mexem ou baloiçam continuamente, que mantêm um relacionamento difícil com os colegas (intrometem-se nas suas brincadeiras), não prestam atenção e precipitam as respostas, etc. Nenhuma destas manifestações deve ser confundida com má educação ou faltas de comportamento ocasionais. Uma criança com PHDA manifesta sinais de desenvolvimento inadequado, em relação à sua idade mental e cronológica, nos domínios da atenção, da impulsividade e da actividade motora.

A PHDA têm como principais sintomas a: hiperactividade, a impulsividade e a falta de atenção. As crianças que padecem deste problema deste problema, não conseguem estar paradas, dão respostas antes das perguntas terem sido concluídas, são completamente distraídas e distraem os colegas, correm e sobem para cima de tudo, vivendo verdadeiras situações de risco. Em resumo, parece que foram ligados à corrente e nunca mais se lhes acaba a energia. Infelizmente, não há cura conhecida para a PHDA, mas há maneiras eficazes de lidar com ela – que podem incluir medicação e um bom ambiente. A criança não tem culpa de ser hiperactiva, impulsiva e desatenta. Uma criança com PHDA enfrenta uma difícil mas ultrapassável tarefa.Para conseguir atingir todo o seu potencial, estas crianças devem receber ajuda, aconselhamento e compreensão de todos os que as rodeiam, pais, psicólogos e outros técnicos, e do sistema educativo).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s